20 de jan de 2012

19 01 2012 – Tombamento da Vila, Espaço Ophicina e Otto Stupakoff

A terra ardeu na Vila Madalena hoje, quinta feira. E começou cedinho. Logo as 9h da manhã a reportagem do Jornal da Tarde já estava fotografando o bairro para uma reportagem sobre a nossa proposta de um novo plano diretor para a região. O projeto lançado à comunidade pela Mostra SP de Fotografia há alguns dias já ganhou a adesão de algumas lideranças locais, incluindo a construtora Idea Zarvos, que se alinhou. A ideia é assegurar que a Vila Madalena permaneça oxigenada e um lugar onde a gente possa ter prazer em estar e trabalhar. Predião de 8 andares? Shopping? Negativo! O abaixo assinado continua recebendo uma media de 120 assinaturas/ dia. Acesse e blog www.movimentopelavila.com.br e, caso não tenha assinado ainda, se manifeste. 



     Lulu e detalhe do hotel.

Depois do almoço o forno do Espaço Ophicina assou, no bom sentido, alguns trabalhos que a partir de sábado já começam a ser montados. Na foto acima, quentinho do fogo, Lucrécia mostra uma das 6 imagens que o Márcio Távora vai expor no Café Florinda. O trabalho é sobre hotéis antigos e abandonados de SP.  É um pedaço de um ensaio que faz parte do livro que o Márcio lança até o final do ano sobre hospedarias de SP, RJ e Fortaleza.

                                           

E depois do almoço quem apareceu na Vila foi Bico Stupakoff acompanhado do filho Lucas. Depois de 20 anos de NY, Bico repatriou. Faz só uma semana que ele voltou pra casa, deixou a gringolândia, retornou a SP. No número 207 da Aspicuelta a partir do dia 25, no Espaço da Canon na Vila, apresentamos algumas fotos do primeiro portfolio do pai dele, o pioneiro e grandioso Otto, material gentilmente cedido pelo Instituto Moreira Sales, parceiro da Mostra. Algumas fotos são inéditas e serão mostradas pela primeira vez ao público. Abaixo Duda Cavalcanti, ícone dos anos 60, considerada a verdadeira garota de Ipanema por muitos cronistas, no roof do Edifício Martinelli numa data entre entre 1957 e 1963. Esta é uma das primeiras fotografias de moda feitas no país. Esta exposição é i-m-p-e-r-d-í-v-e-l!  Até. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário